Translate this blog

Pesquisar este blog

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

PPG em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi lança livro sobre competitividade no turismo paulista

Obra que chaga às livrarias neste mês trata das relações de hospitalidade e hospitalidade entre os stakeholders do poder público na gestão do destino “Costa da Mata Atlântica”.

A ação governamental pode dinamizar o turismo regional. A partir dessa premissa, Aristides Faria Lopes dos Santos, aluno do Programa de Pós-graduação em Hospitalidade, desenvolveu um estudo de casos múltiplos sobre as relações de hospitalidade e hostilidade existentes entre o poder público e seus stakeholders no setor de viagens e turismo em nível local e regional.

Os municípios analisados foram Cubatão, Itanhaém e Santos, todos no litoral paulista. Um dos motivos que levaram o autor a trabalhar com estas cidades foi a “complementaridade” que cada uma representa no contexto do destino “Costa da Mata Atlântica” – denominação turística da Região Metropolitana da Baixada Santista.

Esta região administrativa é instituída, na forma da lei, pelos municípios de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente.  Na fase de pesquisa de campo foram entrevistados Secretários de Turismo das três cidades citadas, além de atores atuantes no turismo local/regional indicados por estes.


O estudo revelou vícios persistentes na administração pública, falta de políticas públicas de fomento para o setor e inanição dos Conselhos Municipais de Turismo. Por outro lado, a pesquisa identificou relevantes oportunidades de negócios e amplo mercado de trabalho para profissionais e empreendedores especialistas no setor.

A obra é oriunda da dissertação de Mestrado em Hospitalidade defendida pelo autor em agosto de 2015 sob orientação da Professora Dra. Elizabeth Kyoko Wada, quem assina o prefácio do livro e coordena o PPG em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi (Laureate International Universities).

..:: Sobre a obra ::..

Título: “Competitividade no setor de viagens e turismo: estudo de casos múltiplos
Editora: Scortecci
ISBN: 978-85-366-4968-9
Páginas: 164

..:: Sobre o autor ::..

Aristides Faria Lopes dos Santos é Mestre em Hospitalidade (2013-2015), doutorando pelo mesmo Programa e professor em regime de dedicação exclusiva do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (Câmpus Cubatão).

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Turismo Social é tema de publicação de docente do curso de turismo do IFSP Câmpus Cubatão

Estudo aborda a ação governamental orientada à difusão dos benefícios econômicos e sociais do turismo em prol das comunidades receptoras e negócios locais.

Aristides Faria, professor do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (Câmpus Cubatão), é autor do artigo “Administração pública do turismo: experiências sulamericanas de turismo social em perspectiva comparada (Argentina, Brasil e Chile)”, que foi publicado na presente edição da revista ABET Anais Brasileiros de Estudos Turísticos.

O professor é responsável pela disciplina Gestão Pública (GPBT5) no referido curso e desenvolve trabalhos diversos neste campo. Destaca-se a “Agenda Propositiva do Turismo | Baixada Santista” e o “Seminário de Hospitalidade do Litoral Paulista” (SEHLIPA).

Respectivamente, os projetos se tratam de um mapeamento/monitoramento do turismo regional com foco na gestão de equipamentos e atrativos turísticos administrados pelo poder público e um evento anual que reúne empresários, profissionais e autoridades públicas atuantes no setor de viagens e turismo no litoral paulista.

A pesquisa recém publicada teve início em 2015 e como resultados finais foi verificado que na Argentina o governo federal financia parcialmente as viagens para grupos familiares; no Brasil, o governo federal e o empresariado do setor de comércio subsidiam um sistema de serviços para empregados formais do setor; e no caso chileno o turista custeia sua viagem integralmente, mas o governo nacional mantém sistema de apoio ao turista e qualificação dos prestadores de serviços atuantes em destinos turísticos alheios aos roteiros convencionais.

O artigo encontra-se publicado na edição quadrimestral de janeiro a abril e pode ser acessado a partir do linkhttps://abet.ufjf.emnuvens.com.br/abet/index.

..:: Sobre a Revista ::..

ABET é um journal online de acesso aberto e gratuito para leitura e download de textos, com periodicidade quadrimestral e revisão cega por pares (doble-blind review), que recebe trabalhos originais e inéditos que não estejam em avaliação em outros meios de publicação.

São aceitos artigos de investigação científica, ensaios, relatos de caso e resenhas em português, inglês, espanhol ou francês sobre turismo a partir do enfoque das ciências sociais (ex. temas: sociologia, ciência política, antropologia, planejamento urbano, gestão pública e social, etc.).


ABET é editada no Departamento de Turismo da Universidade Federal de Juiz de Fora/= (UFJF )por meio do Grupo de Pesquisa Conhecimento, Organização e Turismo (COGITO/CNPq).

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Professor santista lança livro sobre competitividade no turismo paulista

Obra que chaga às livrarias neste mês trata da importância da ação consorciada entre os atores do setor de viagens e turismo na gestão do destino “Costa da Mata Atlântica”.

A ação governamental pode dinamizar o turismo regional. A partir dessa premissa, Aristides Faria, professor do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo  (Câmpus Cubatão), desenvolveu um estudo de casos múltiplos sobre as relações de hospitalidade e hostilidade existentes entre o poder público e seus stakeholders no setor de viagens e turismo em nível local e regional.

Os municípios analisados foram CubatãoItanhaém Santos, todos no litoral paulista. Um dos motivos que levaram o autor a trabalhar com estas cidades foi a “complementaridade” que cada uma representa no contexto do destino “Costa da Mata Atlântica” – denominação turística da Região Metropolitana da Baixada Santista.

Este estudo revelou vícios persistentes na administração pública, falta de políticas públicas de fomento para o setor e inanição dos Conselhos Municipais de Turismo. Por outro lado, a pesquisa identificou relevantes oportunidades de negócios e amplo mercado de trabalho para profissionais e empreendedores especialistas no setor.

..:: Sobre a obra ::..

O livro intitulado “Competitividade no setor de viagens e turismo” (Editora Scortecci) se desenrola a partir dos conceitos de Hospitalidade, Serviços, Competitividade, Stakeholders e Turismo. A experiência profissional do autor à frente da [RH em Hospitalidade] (www.rhemhospitalidade.com) enriquece o estudo e dá consistência às conclusões apresentadas no livro.

Cabe citar duas ações que foram essenciais para a fundamentação das reflexões propostas: Seminário de Hospitalidade do Litoral Paulista (SEHLIPA) e Agenda Propositiva do Turismo da Baixada Santista.

A primeira é um evento científico, anual e itinerante, que reúne empresários, profissionais e autoridades do setor de turismo no estado de São Paulo. O segundo é um projeto autônomo e apartidário que promove o diálogo entre os diversos atores do trade turístico e a realização de visitas técnicas a atrativos turísticos para incentivar o ingresso do tema “gestão do turismo” na Agenda das prefeituras locais no litoral paulista.

..:: Sobre o autor ::..

Aristides Faria, é graduado em Turismo (Unisul, 2000-2002), Especialista em Gestão de Recursos Humanos (UFSC, 2003), possui MBA em Gestão de Projetos (Unisantos, 2011) e é Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi (2013-2015). Atualmente cursa Doutorado no mesmo Programa.


É professor em regime de dedicação exclusiva do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (Câmpus Cubatão).

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Professor do curso de turismo do IFSP Câmpus Cubatão concede entrevista à Rádio Santos FM


Livro “Competitividade no setor de viagens e turismo” será lançada em fevereiro e trata do desenvolvimento da gestão do destino “Costa da Mata Atlântica”.

A ação governamental pode dinamizar o turismo regional. A partir dessa premissa, Aristides Faria, professor do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (Câmpus Cubatão), desenvolveu um estudo de casos múltiplos sobre as relações de hospitalidade e hostilidade existentes entre o poder público e seus stakeholders no setor de viagens e turismo em nível local e regional.

Os municípios analisados foram Cubatão, Itanhaém e Santos, todos no litoral paulista. Um dos motivos que levaram o autor a trabalhar com estas cidades foi a “complementaridade” que cada uma representa no contexto do destino “Costa da Mata Atlântica” – denominação turística da Região Metropolitana da Baixada Santista.

O autor concedeu entrevista ao jornalista Rafael Motta programa “Entrelinhas”, na Rádio Santos FM (92,5 MHz), nesta quarta-feira (25). Quem perdeu a transmissão ao vivo pode acessar o link a seguir para ouvir o programa na íntegra: http://bit.ly/2ki0WPu.

..:: Sobre a obra ::..

O livro intitulado “Competitividade no setor de viagens e turismo” (Editora Scortecci) se desenrola a partir dos conceitos de Hospitalidade, Serviços, Competitividade, Stakeholders e Turismo. A experiência profissional do autor à frente da [RH em Hospitalidade] (www.rhemhospitalidade.com) enriquece o estudo e dá consistência às conclusões apresentadas no livro.

Cabe citar duas ações que foram essenciais para a fundamentação das reflexões propostas: Seminário de Hospitalidade do Litoral Paulista (SEHLIPA) e Agenda Propositiva do Turismo da Baixada Santista.

A primeira é um evento científico, anual e itinerante, que reúne empresários, profissionais e autoridades do setor de turismo no estado de São Paulo. O segundo é um projeto autônomo e apartidário que promove o diálogo entre os diversos atores do trade turístico e a realização de visitas técnicas a atrativos turísticos para incentivar o ingresso do tema “gestão do turismo” na Agenda das prefeituras locais no litoral paulista.

..:: Sobre o autor ::..

Aristides Faria, é graduado em Turismo (Unisul, 2000-2002), Especialista em Gestão de Recursos Humanos (UFSC, 2003), possui MBA em Gestão de Projetos (Unisantos, 2011) e é Mestre em Hospitalidade pela Universidade Anhembi Morumbi (2013-2015). Atualmente cursa Doutorado no mesmo Programa.

É professor em regime de dedicação exclusiva do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (Câmpus Cubatão).